quinta-feira, 7 de julho de 2011

Comment de "encomenda"

Era pra botar uma pá de cal numa discussão sobre carro véio.

Botei.

Botei?


"Amigos, Inimigos,

No meu blog tem moderação. Só é publicado o que eu acho conveniente.

He he he...

Mas o Felipe quer que eu comente os comentários de vocês aqui. Não vou fazer desfeita pro amigo, claro.

Só que eu não tô bom hoje.

Então, segurem...

É o seguinte: a PRIMEIRA coisa que a gente tem que garantir pra guiar rápido, fora saber guiar rápido, claro, é sentar bem no carro. Cêismijuram que sentam bem num Puma a ponto de ter total confiança pra arregaçar o carro em circuito fechado? (vamos esquecer fazer isso na rua que é pra quem tem culhão demais e cérebro de menos)

Eu já guiei Puma pra caralho. Montes deles. De todos os tipos. Esse aí que cêis tão comentando eu guiei uns 800 km em estrada. Só não tinha motor refrigerado a água. Mas basicamente é a mesma merda e com melhor distribuição de peso. Portanto, melhor de inserir em curva (vamos falar direito, porra! Carro a gente INSERE em curva).

Como eu tava dizendo, guiei Puma pra caralho. A maioria primorosamente restaurada. Pinturas perfeitas, acabamento alemãozado no capricho e o cacete a quatro. Mas devo ter guiado uns dois ou três carros realmente bons. Bons que eu digo é no quesito posto di guida. As pedaleiras via de regra são uma bosta. Mal reguladas ao extremo! De que adianta ter freios novos e pedal "lá em cima" se é impossível fazer punta-tacco? De que adianta ter pedal de acelerador molinho se a merda não abre os carburadores até o fim. E banco, então? A criatividade dos donos de Puma faz cair meu cu da bunda. "Botei um enchimento pra poder enxergar acima dos limpadores de parabrisa". Apamerda! E fica roçando a coxa na direção. Bacana isso, né? Tem que sentar bem no carro pra guiar rápido.

Fim da parte um e começo da parte dois

Cêismijuram que tão querendo comparar ficha técnica de carro? Ficha técnica não diz nada. "Ô, mas meu carro tem suspensão McPherson na frente e Ponte DeDion na traseira". Tá. E daí? Tá usando amortecedor e mola calculados pros pesos nos quatro cantos do carro? Tá usando a pressão CORRETA nos pneus? Tá alinhada a suspensão COMO A PUMA RECOMENDAVA? Apamerda ôtraveiz.

Ficha técnica por ficha técnica, Gol S, LS, CL, BX, GL, GTS, GTI, Copa ou o cazzo que for apóia as rodas muito melhor no chão do que um Puma. Não que o Puma seja ruim de curva. Longe disso, até. Do P018 em diante o carrinho ficou duca de chão (mais o P018 do que os outros com motor em linha). Mas tem a porra do problema da "sentabilidade". Como é que se guia uma merda que não dá pra pisar nos três pedais de uma vez (é. Tem essa)?

A parte dois foi curta. Agora a parte três, onde abordo questões sentimentais.
(Eu avisei que não tava bom hoje)

Se o carro é bonitinho, se desperta paixão, desprezo, ira, ódio, vontade de cagar, não vem ao caso. Isso é pra posers, que montam carros véios pra levar pra exposição.  Puma devia ser restaurado pra ser como era quando foi fabricado. Puma é bom de guiar. O carrinho é bom, cazzo! Mas é um carro véio. Véio no sentido de não ter o mesmo desenvolvimento dinâmico que teve um Gol, por exemplo. A base é a dos VW a ar da década de 40, né? De lá pros anos 70 (quando a Audi plantou a semente do que viria a ser o Gol) teve 30 anos de ralação dos engenheiros pra distribuir pesos, entender o deslocamento deles em aceleração (negativa e positiva, pra todos os lados), aprimorar métodos de fabricação e o cacete a quatro.
Então vamos tentar abstrair a paixão (apego à marca, modelo, cor e dados de pelúcia pendurados no retrovisor) e tentar ver como se comporta num hipotético pau na pista o Gol BX (o meu era LS, Felipe). Vamos começar com o peso. Peso é importante pra caralho em carro que vai andar em pista. O AM3 pesa bem mais do que o GTE a ar e mais do que o P018. O GTE é bom nisso. É leve. Tem uns 720 kg no máximo. Bota aí mais 235 kg (segundo a matéria da 4R). Pronto. Já se ferrou ante o Gol logo de cara. Ficou mais pesado e com isso já tá tomando pau de saída de curva e freada. "É. Mas de contorno o Puma é melhor do que o Gol porque é mais baixo e tem centro de massa mais baixo." Tá, fio. Tem mesmo. Mas o centro de massa do AM3 fica num lugar crítico, muito mais pra trás do que o do Gol (vê lá, hein! Tô pensando nos carros originais de fábrica). Enquanto que o Gol a gente arremessa  pra dentro de uma curva, no Puma a gente faz isso com mais cuidado. O Gol foi regulado de fábrica pra sair de frente, que é mais fácil de corrigir do que um carro que sai de traseira. O AM3 deve ter sido regulado (ou devem ter tentado esse efeito) do mesmo jeito. Mas por causa da distribuição de peso dele certamente seria necessário um contra-esterço depois que as suspensões acabassem de fletir. No Gol, desde que não se provoque o carro, o ângulo de deriva é pequeno. No Puma...
Já falei que o Puma toma pau de aproximação e de saída de curva e que de contorno fica complicado pra neguinho que não domina a técnica de carro sobreesterçante, apesar de reunir condições pra ser relativamente rápido mesmo assim. Mas tem a relação das marchas também. O AM3 usa o câmbio dos VW a ar e eu tô comparando ele com o excelente Gol desse mesmo ano, que é 1987. Então, o AM3 tem a caixa longa comum aos últimos fuscas fabricados (tem também os pós últimos, os "itamares") e o mesmo maldito buraco entre a terceira e a quarta marcha. Ia se ferrar em qualquer subida onde a terceira fosse curta demais na hora de botar a quarta. O Gol dessa época tinha já câmbio de 5 marchas mas esquece a quinta, tá? Só que as 3 primeiras eram bem mais longas do que as do AM3.

Vamos à parte prática agora

Eu andei de Gol e de Puma em Interlagos. Na mesma pista (a nova, que é uma bosta se comparada com a véia). E eu não sei andar passeando lá. Apesar de não parecer, dirigir um carro no limite numa pista é uma operação até maçante. A gente faz a mesma coisa igualzinho tooooda volta. Não tem brutalidade. É como fazer qualquer exercício físico de repetição (pro carro, claro). Mas sobre isso leiam o meu blog que não vou repetir aqui. Deixando a lenga-lenga de lado, um Gol CL com motor 1.600cc de 1987 vira em Interlagos um tiquinho abaixo dos 2'20" (eu já virei 2'19"). Torno a falar que tô falando de carro original de fábrica com tapetes, estepe, ferramentas, toca-fitas, antena externa distendida e vidros abertos. Como se estivesse na rua, tirando a pressão dos pneus (alta), pra não estragar a banda de rodagem. Com o MEU Puma, que é um GTE 1980 e tem um motor algo mais apimentado que o original eu já virei 2'27", mas sem insistir muito no número de voltas dadas (afinal, é um carro de mais de 30 anos). Acredito que viraria uns 2'23" se não me importasse em gastar mais uma grana com um motor novo (é. Motor a ar de rua quebra, infelizmente). Então, resumindo tudo, o Gol dá pau no AM3. E fim de papo.

Abraços a todos. Amigos e inimigos.

P.S. Cópia deste comment será publicada no meu blog. Assim mato dois coelhos com um tiro de 12 só."

Escrito ao som de Oomph! - Beim ersten mal tut´s immer Weh



Pra saber a razão da enxurrada de insultos, veja: aqui.