terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Basta um

Depois de um tempo sendo donas de carros antigos, algumas pessoas começam a pensar se tem sentido ter alguns ou montes deles na garagem. Primeiro porque não deixa de ser um transtorno cuidar da frota, por menor que seja. Depois, no caso do antigomobilista ser também adepto da condução esportiva, não é conveniente meter o sarrafo num carro que fica parado muito tempo justamente por causa da manutenção prévia a ser dispensada antes que se lhe exija dele o máximo desempenho possível.

Mas sempre sobra a dúvida de escolher "O" carro definitivo. Aquele que realmente apaixona e que serve pra tudo, desde andar na rua até participar de corridas de carros vintage ou track days.

Só que um carro desse vai requerer manutenção muito cuidadosa e eventualmente algumas modificações.

Pra um entusiasta de verdade, daqueles que tem oficina de mediana a bem equipada em casa, não é problema, isso.

O atento L.O. me mandou o video a seguir que confirma a viabilidade da tese do carro entusiástico que serve pra tudo. Desconfio que ele, adepto dos carros alemães feitos na Bavaria, vai a qualquer momento virar a casaca por causa de um feito em Stuttgart.

Eu viraria fácil, a casaca.

Alá o que o Jack Olsen (parente do Jimmy Olsen, talvez?) diz:

video