sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Expedito


Catei a foto no Facebook, acho, e não sei quem a fez. Mas não faz diferença porque capturou o cara que me ensinou o que é andar no limite. Aos berros, bem no estilo dele. E é, ainda hoje acredito, o melhor jeito de ensinar alguém a fazer alguma coisa perigosa. Melhor ferir o orgulho do que quebrar uma perna.