terça-feira, 3 de maio de 2011

Restaurando carburadores II





O corpo do carburador depois de limpo fica com esse aspecto. A quimioterapia faz milagres. Nessa hora é que a gente avalia a corrosão que o carburador sofreu e se partes importantes (corpo, tampa e corpo da borboleta) devem ser descartadas. Em alguns carburadores raros é o fim final se o corpo, por exemplo, tiver que ser descartado. Depois dos banhos químicos ainda lavo as partes com água e sabão. Em seguida, um bom jato de ar. Pode-se usar cubas de ultrassom pra fazer isso, com resultado melhor ainda. Mas nada bate o ácido que corrói as cerdas dos pincéis de limpeza. He he he...

Se as partes importantes ainda estiverem em condições, pode-se começar a montagem.




Eu gosto de montar o carburador no próprio coletor de admissão, no caso dos solequinhos. Esse coletor da foto também foi lavado quimicamente.




Juntas novas, sempre. E de boa qualidade. Existem vários fabricantes de peças de reposição para os solequinhos. Eu compro sempre numa revendedora de peças de carburador que manda fazê-las, quando não consegue fornecedores bons. Um dia eu conto onde fica.

Depois eu continuo