terça-feira, 20 de março de 2012

Grande Premio de Trípoli, 1937


Bárbaro isso. 

Não sou fã de Formula 1 a ponto de saber tudo sobre corridas desde antes da nova denominação dada em 1950 para os carros de grand prix. Nem sei tudo sobre os carros dessa época em diante. Acompanhei a F1 mais de perto de 1968 até 1980, só.

Nunca tinha visto nenhum filme sobre os carros de grand prix e nem me interessei em saber sobre eles, confesso. Mas um me chamou a atenção e foi o Mercedes W125. 




Esse carro tinha, em 1937, perto de 600 hp, mais ou menos 750 kg, soluções mecânicas sofisticadíssimas e passava dos 300 km/h. Alá em cima que lindo o motor de oito cilindros em linha sobrealimentado com compressor do tipo roots. O carro inteiro é lindo. Pequeno, esguio, leve. Como um carro de corridas deve ser.