sábado, 7 de julho de 2012

Maluco beleza

Parece conversa de maluco a entrevista que o Felipe Nicoliello fez com o Anisio Campos. Na verdade até é. Segundo o Commendatore Ceregatti, maluco tem imã. Com isso ele quer dizer que gente que pensa parecido acaba se encontrando.

E eu acredito nisso piamente.

No vácuo do projeto da filha do Anísio, a cineasta Raquel Valadares, Felipe e Diedro Meliga (bacana o nome do cara, não? Quase uma ordem: "Diedro! Me liga!) gravaram esta conversa muito legal sobre criação de carros, especialmente do Carcará.

O Carcará, pra quem tá chegando de Júpiter hoje, é este carro aqui:


Tá cheio de informação sobre esse carro na internet e não vou repetir aqui. No ótimo Autoentusiastas tem um texto legal (e bastante preciso) escrito pelo Bob Sharp, que tava lá no dia do recorde de velocidade brasileiro para carros de 1000 cc. Tão lá as histórias já esmaecidas na memória do Anísio sobre o volante do Norman Casari, da sway bar (vamos falar direito, mas pode ser barra estabilizadora também) esquecida na fábrica em São Paulo pelo Miguel Crispim (pra mim esse cara é deus na terra - adoro conversar com ele) e a solução adotada na hora pra acabar ou diminuir a atitude de caçar frango do carro por causa da falta da sway bar dianteira, que foi o empréstimo do  par de pneus dianteiros do DKW de uso do Bob. 

Sem me alongar muito, naquela época só tinha um tipo de pneu radial no Brasil: o Cinturatto, que era duro pra caramba. Duro no sentido de ter suas paredes laterais muito rígidas, o que confere uma resposta muito rápida a inputs dados no volante do carro. Resolveram isso na raça, botando o volante grande do Norman e um par de pneus diagonais Spalla di Sicurezza dos carros fabricados em série. Só que o Cinturatto podia andar até 240 km/h e os pirellinhos de rua não, com alto risco de se desmancharem.

Ainda mais, o carro podia ter feito uma média de velocidade muito maior do que os 212 km/h (pra valer o recorde tem que ir e vir num lapso de tempo estabelecido pelo órgão certificador, que não lembro qual é). Só que o motor 2T preparadáço deu uma travada e passou a gerar menos potência do que deveria.

A entrevista, filmada pelo Felipe, tá no blog dele, neste link aqui.