terça-feira, 24 de abril de 2012

"É completo?"

Eu rio muito quando tenho que vender algum carro e me perguntam se ele é completo. No meu entender, sempre é. Apesar de dirigir relativamente bem, ainda faço questão que o carro tenha motor, câmbio e quatro rodas. Pra mim tá completo assim. Não preciso de gaveta pra guardar mapa, lugar pra botar copo ou porta-luvas (porta-hífens) refrigerado pra dirigir.

Nem vou falar de sensor de distância à ré, que acho o cúmulo da inutilidade.

Isso, hoje.

Mas completos mesmo eram os carros em 1959.

Alá:


Bote salva-vidas (salva-hífens), vai? Tem enchente em São Paulo. Pode ser útil. Barraca de camping, vai? Tem congestionamento em São Paulo. Pode ser útil também.